sexta-feira, 28 de março de 2008

A DESCOLONIZAÇÃO...O QUE FOI? - I

Imagens da descolonização... sem comentários!

* Tantos anos após, ainda sinto dificuldades em enfrentar o tema DESCOLONIZAÇÃO, porque as imagens que ficaram na retina de muitos Portugueses são deveras angustiantes. No entanto, sinto haver chegado o momento de começar a tentar compreender o que foi esse momento da nossa história, valendo-me, para tanto, do muito que foi escrito sobre o assunto e daquilo que me foi relatado pelos amigos que sofreram na carne tal tormento .

* Certamente haverá muita gente que pensará ter o Partido Comunista recebido instruções para conquistar o poder em Portugal, visando iniciar um processo de descolonização, que era expressamente pedido por Moscovo. Aquilo que realmente acontecia era bastante mais complexo que isso, sendo necessário ter-se uma visão global sobre a situação internacional, para que se possa compreender a realidade das coisas. A descolonização processou-se de forma assaz "confusa", mas ela foi o reflexo daquilo que se poderia entender como resultante de uma nocção fundamental: OS GRANDES CENTROS MUNDIAIS DE DECISÃO SOBRE ÁFRICA ORDENARAM A DESCOLONIZAÇÃO... E A PORTUGAL APENAS LHE FOI PERMITIDO OBEDECER!

* Começa no estudo feito pelos Estados Unidos, após o trauma dos desaires do Vietnam, que levou a que se fizesse uma volta estratégica de 180º em relação à União Soviética. Essa solução foi decidida numa célebre reunião no Pentágono que durou 3 semanas. Aí se concluíu que a distância do teatro de operações foi determinante, mesmo considerando a eficiência da aviação americana ou o transporte de todo o tipo de mercadorias para abastecimento às tropas americanas, tornou-se insuportável para os EUA em termos de custos, pois o equilíbrio interno começara a ressentir-se pelo facto de os Estados Unidos não aplicarem, normalmente, mais de 10 a 12% do seu PIB para as missões no exterior. Some-se a tudo isto a resistência encontrada no teatro de operações e estará explicado o desinteresse dos EUA em teatros de operações politicamente desfavoráveis, dada a experiência adquirida.

* Começa, então, a interessar aos EUA "empurrar" a URSS para situações semelhantes àquelas vividas pelos americanos no Vietnam, na esperança de que viessem a encontrar dificuldades e que viesse também a falhar. Decidem-se pelo abandono de Angola e Moçambique, deixando estes territórios à mercê da União Soviética. Acabaram por os conseguir empurrar para lá... e aqui os Estados Unidos esfregaram as mãos de contente, pois pretendiam a entrega de Angola e Moçambique a Movimentos Marxistas, pró-Soviéticos, que deveriam ser ajudados por Moscovo, pois assim estes também teriam uma logística demorada, causada pela enorme distância entre Moscovo e Luanda ou Lourenço Marques.

* Esta estratégia não seria prejudicial à ajuda que os Estados Unidos já prestavam à FNLA do Senhor Holden Roberto desde o início dos anos 60, mais concretamente após os massacres da UPA contra Portugueses brancos e negros, no Norte de Angola, em 15 de Março de 1961. Foram, neste acto "heróico" dos terroristas da UPA, trucidadas entre 7 e 8.000 pessoas, europeias e africanas. Três dias após esta carnificina, o responsável por este genocídio partiu para Washington, onde foi recebido, na Casa Branca, pelo energúmeno que tinha as funções de Presidente dos EUA: John Kennedy. Que o demónio o tenha nas profundezas do inferno, pois não passava de mais um terrorista encapotado.

* Ainda por cima, o terrorista Holden era protegido da senhora Eleanor Roosevelt e do American Commitee on África. Mas os Estados Unidos não tiveram retorno do que gastaram com a FNLA. Em 1975, com Angola já entregue ao poderio do MPLA, o Senado Norte Americano fechou as torneiras e a FNLA e a UNITA viram a fonte secar.

* Os Estados Unidos ajudaram a matar homens, mulheres e crianças inocentes, num genocídio de milhares de pessoas, sem se importarem com o facto de que Portugal era um parceiro na NATO... nem sequer invocaram o facto de estar alguém a agir contra os direitos humanos... PORQUE ESSE ALGUÉM ERAM ELES PRÓPRIOS! - Continua

domingo, 23 de março de 2008

PARA TODOS OS AMIGOS...

Para todos os Amigos, os desejos sinceros de uma
Páscoa Feliz!
Que Cristo tenha Ressuscitado para todos!

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!