domingo, 14 de fevereiro de 2010

Haja alegria... É CARNAVAL!!!

É tempo de Carnaval! Hoje como ontem continuam as máscaras a ser usadas a esmo, mesmo que muitos teimem em fazer uso delas todo o ano! Não podem restar dúvidas:
  • - O rico que seja avarento, tenta mascarar-se de pobre, ainda que esta seja a máscara de toda uma vida... já por demais vista e revista;
  • - O pobre, por sua vez, gostaria de passar por rico, ainda que só no Entrudo... seria rico três dias, que é o tempo do Carnaval;
  • - A Maria que foi serviçal, a quem chamavam criada de servir, e é agora uma "especialista em serviços domésticos", vai mascarar-se de patroa... é só para vêr como é... apenas tem pena que seja a fingir...;
  • - O ladrão mascara-se de polícia... dá-lhe gozo poder brincar de quem lhe dá tanto trabalho...;
  • - O Zé veste-se de varina, vai chinelos e tudo e o cabaz à cabeça... tanta vez desejou fazê-lo, mas recalcou sempre o desejo de o fazer... todo o ano... mas agora é Carnaval, ninguém lhe levará a mal !;
  • - A Joaquina vai mascarada de magala... como ela gosta de fardas... o que lhe vale é ser Entrudo para satisfazer tal desejo!

Tanta mentira que vemos neste tempo de fantasia, quando os pais tentam rever-se nas máscaras das suas crianças... umas de Peter Pan, outras de Homem Aranha ou até de Bat Man... aquela outra é princesa saída dos contos de fadas, ou então a bruxa madrasta da Bela Adormecida, a Cinderella ou a Barbye... há para todos os gostos... médicas...enfermeiras...odaliscas...mouras encantadas...

Quando chega a Quarta Feira de Cinzas, tudo volta à normalidade, ao rangue-rangue do quotidiano, terminando a fantasia... pois acabou o Carnaval!

A realidade voltou, até que o Carnaval se renove por mais três dias em cada ano que passa!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Carnaval... dos Namorados...

Máscara de Carnaval...
Os Judeus consideram o seu Dia dos Namorados como um feriado romântico, porque desde os tempos bíblicos que o 15º dia do mês hebraico de Av tem sido celebrado como o Feriado do Amor e do Afecto.
Em Israel também lhe chamam "Feriado das Flores", havendo o costume de, neste dia, se darem flores como presente para a pessoa amada. Havia uma norma antiga que apenas permitia o casamento entre pessoas da própria tribo, um pouco à semelhança daquilo que acontecia com o antigo sistema das castas na Índia.
O 15 de Av tornou-se assim no Feriado de Amor, um feriado judeu que foi reconhecido durante os dias do Segundo Templo.
Nesses tempos bíblicos celebrava-se com tochas e fogueiras, mas actualmente é costume em Israel enviarem-se flores às pessoas amadas e aos parentes mais chegados, tendo o significado e importância deste feriado aumentado substâncialmente nos últimos tempos, com as rádios e televisões a lançarem no ar canções românticas, ao mesmo tempo que, por todo o País, se vão realizando as "Festas do Amor".
Carnaval sem máscara!
A figura que acima se mostra, bem poderá ser considerada como simbolo da família portuguesa em todo o seu explendor, só não sabendo se brincando ao Carnaval ou celebrando o Dia dos Namorados. É que Portugal, perante a crise que atravessa, levanta a cabeça e vem para a rua brincar ao Entrudo... mesmo que este não seja tempo para risos.
Fantasia de "família pobre"? Fantasia de "Família esfomeada"? Infelizmente são situações que nada têm de fantasia, porque são realidades da vida actual do Zé Povinho, que vê o desemprego como uma das mais trágicas máscaras que alguma vez se viu forçado a usar!
Por ironia... as famílias portuguesas confrontam-se com o dilema de mostrar cortesia e afabilidade para com os seres amados, porque é o dia dos Namorados e quem se ama pretende mostrar isso mesmo ao ser amado... mesmo que tenha de usar uma máscara de alegria perante todas as dificuldades com que se vai defrontando.
A máscara com que deseja ao ser amado um bom Dia dos Namorados será uma máscara onde mostrará alegria e esperança no porvir, mas a máscara de Carnaval em que se veja o mendigo indigente, com ar de esfomeado, rosto marcado pela tristeza que lhe corrói a alma, poderá não ser uma máscara mas sim a imagem da realidade em toda a sua plenitude!
Quarta Feira de Cinzas será realmente um dia para reflectir nas verdades e mentiras do Dia dos Namorados e do Carnaval da vida que vemos estar desfilando durante todo o ano.

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!