quinta-feira, 6 de maio de 2010

Na viagem do Santo Padre...

Leiria, porque assim o quiz o destino, ficou ligada umbilicalmente às Aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, naquele já longínquo mês de Maio de 1917, ou seja há 93 anos, que serão comemorados dentro de dias.
E digo "ficou ligada" não como forma depreciativa mas sim muito orgulhoso por a minha cidade ser citada no mundo quando se fala nas aparições da Virgem, se bem que o concelho onde está situada Fátima seja o de Ourém... e este pertence ao distrito de Santarém, razão porque deveria pertencer àquela Diocese, mas deu-se o facto de ter sido o então Bispo de Leiria, Senhor D. José Alves Correia da Silva, a tomar as rédeas dos acontecimentos... em virtude de Santarém estar sem Bispo nessa altura.
Além de D. José Alves Correia da Silva, o Pe. Manuel Ferreira - Prior de Fátima à data, o Cónego Formigão, o Servo-de-Deus Pe.Cruz, o Cónego José Galamba de Oliveira, o Cónego Marques foram algumas das mais conhecidas figuras do chamado "fenómeno de Fátima"... que não foi fenómeno no verdadeiro sentido da palavra apenas porque se convencionou chamar "milagre" a um acontecimento tão transcendente como foi o aparecimento de Nossa Senhora do Rosário sobre uma "carrasqueira" - assim chamaram as crianças à azinheira - a três humildes pastorinhos de Aljustrel!
E o "milagre" foi de tal modo transcendente que veio a transformar toda uma região... digo, um país... digo, o mundo em si mesmo! Só que essas transformações não têm todas a mesma dimensão, porque se as mais importantes são as de índole espiritual, as outras terão uma componente mais de ordem material, mais terrenas.
Desde criança que ouço dizer ser Maio o mês dos lírios, das rosas... das flores em geral. E é verdade que a mãe natureza prodigaliza nesse mês um verdadeiro festival de beleza, de cor, de perfume... ainda que o facto de as estufas terem substituído em grande parte os belíssimos jardins da minha infância nos tenha tirado o prazer de disfruir muitas dessas fragrâncias.
Mas Maio também é o mês de Maria, o mês por excelência dedicado à Mãe do Céu, como o é à mão terrena!
O facto de a Diocese de Leiria-Fátima estar a aguardar a visita do peregrino especial que é o Santo Padre Bento XVI, que vem participar na comemoração dos 93 anos da 1ª. aparição de Nossa Senhora e no 10º. aniversário da Beatificação dos Pastorinhos Francisco e Jacinta, pode ser considerado um momento importante para a cristandade diocesana... e tenho a certeza que a comunidade não crente também sentirá o apelo de Deus à conversão dos homens de pouca fé... ou de nenhuma!
Não é o facto de ser este o período das Festas da Cidade de Leiria, com a sua tradicional Feira, que já foi de Março e agora é de Maio, que irá retirar à visita papal a importância de que esta se deverá revestir... mas sim a consciência deste facto: Leiria e o seu distrito formam uma diocese que teve o privilégio de ser escolhida pela Virgem Mãe para ser o centro difusor da Sua mensagem. Quanta honra!
Portugal é Terra de Santa Maria... mas Leiria é o Santuário da Mensageira da Esperança, da Mãe de Deus e dos homens que veio do Céu apelar à conversão.

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!