domingo, 10 de abril de 2011

CONVÍVIO DE ANTIGOS ALUNOS




09 de Abril não é apenas mais um dia no calendário, em que é costume fazer-se uma homenagem ao Soldado Português junto ao túmulo do Soldado Desconhecido no Mosteiro de Santa Maria da Vitória... ou da Batalha..., porque este também foi o dia escolhido pela Comissão dos Antigos Alunos do Jardim-Escola João de Deus, Escola Amarela e Santo Estevão para organizar o seu 4º. Encontro... que este ano até ficou inserido nas comemorações dos 75 anos do Jardim-Escola.

Foi bom rever Amigos, alguns dos quais já não via há mais de 60 anos, uma vez que, após a saída do Jardim-Escola, nem todos foram destinados à velha Escola que funcionou no antigo "Convento de Santo Estevão".

O evento realizou-se no Restaurante "Pinhal da Quinta", em Monte Redondo, e teve a participação de cerca de 280 Antigos Alunos e de Professores daqueles estabelecimentos de ensino, além dos representantes da Edilidade e dos Livreiros da cidade, a quem foi prestada a devida homenagem pelo meritório serviço desempenhado ao longo dos anos. O bom Amigo "Manel", da Americana, em nome de todos os homenageados, agradeceu e manifestou a sua alegria por poder estar ali na hora de júbilo que se estava a viver.

A Junta de Freguesia e o Arquivo Distrital estiveram também no uso da palavra através dos seus lídimos representantes, entregando a todos os presentes material diverso alusivo à efeméride.


A Dona Maria Eduarda... Dona Maria Cristina...

D. Mª. Conceição Roda...D. Guilhermina...

Tive ensejo de viver momentos emocionantes ao rever a Srª. Dona Maria Eduarda, que foi a minha primeira Directora no Jardim-Escola, tal como aconteceu quando tive ensejo de abraçar o querido Amigo de muitos anos, o António José Sampaio Ramos, meu condiscípulo dos tempos de infância naquela Escola. Senti que estava entristecido e saudoso da sua querida Mãe, a Senhora Dona Maria Cristina Ramos, que foi ilustríssima Professora no Jardim-Escola e que nos é muito gratificante recordar com toda a saudade, pelo muito que nos soube dar. Foi evocada a sua memória e prestou-se homenagem com 1 minuto de silêncio, a que se seguiu uma extrondosa salva de palmas.

Da Dona Maria Eduarda... que posso dizer? Está uma "cachopa" cheia de vida e a sua jovialidade continua a ser marca patenteada! Obrigada, Dona Maria Eduarda! Obrigado Tó Zé Ramos, pela tua amizade sincera! Obrigado a todos aqueles que não cito, porque senão não acabo este trabalho... e isso não pode ser: - O JARDIM-ESCOLA DEU A CADA UM DE NÓS A DIMENSÃO DA AMIZADE NECESSÁRIA PARA NÃO NOS TORNAR UNS TIPOS CHATOS E MAÇADORES... SABEM DO QUE ESTOU A FALAR!

Para terminar, gostaria de afirmar à actual Directora, Drª. Vera Sebastião, que acredito nela para o exercício do cargo que lhe foi outorgado, porque tem carisma e está imbuída do espírito necessário para continuar a obra que lhe foi legada pela Dona Maria Eduarda. Acredito que saberá, melhor que ninguém, fazer render os talentos que Deus lhe deu, acreditando que o Fundador da obra grandiosa que foram os Jardins-Escola não deixará de olhar para si com o seu olhar benevolente e a ajudará a caminhar no rumo certo. Ele será o seu GPS!

Não abandonei o convívio sem que antes houvesse tomado parte no coro improvisado que entoou a "Marcha do Jardim-Escola", de que fez parte a Dona Maria Eduarda:

"Quando nós vamos, contentes,

para a Escola a caminhar,

vamos sempre sorridentes,

pois é preciso estudar!

Vamos cantando e sorrindo,

sem sentir raiva a ninguém,

pois quem nos está ensinando

tem um sorriso tão lindo

que parece a nossa Mãe!

.

Por isso gostamos dela...

vindo todos a dizer,

que a nossa Escola é tão bela

que até dá gosto aprender."

(bis)

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!