quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A PADROEIRA DE LEIRIA

As festas da 'Senhora da Encarnação'
 As comunidades católicas da região de Leiria iniciaram no passado domingo a preparação para a festa em honra da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Encarnação, que tem lugar hoje, dia 15 de agosto.
»CLIQUE PARA AMPLIAR«

 A Diocese de Leiria-Fátima realizou um “tríduo preparatório” que começou no passado Domingo e terminou ontem, Terça-Feira, com a celebração da Santa Missa  no Santuário de Nossa Senhora da Encarnação, às 21h30 desses dias.
Hoje, quarta-feira, ainda na qualidade de feriado dedicado à Assunção de Nossa Senhora, as ruas da cidade do Lis vão encher-se de pessoas, de cor e de música, para saudarem a padroeira, a partir das 10h00, com a ajuda da Filarmónica do Pousos e dos Gaiteiros do Vidigal.
O programa comemorativo prosseguirá, depois das  12h00, no “monte da Senhora da Encarnação”, com um arraial que contará com diversas ofertas lúdicas e gastronómicas.
Para as 15h00 está marcada a Missa solene em honra da Virgem Maria, seguida de um concerto de música tradicional e da actuação do Rancho Folclórico de Leiria.
A animação conhecerá “novo momento litúrgico”, às 21h00, na igreja de Santo Agostinho, com uma eucaristia que será presidida pelo bispo diocesano, D. António Marto.
Desse templo, no sopé do monte, partirá a procissão das velas que levará os fiéis de regresso ao Santuário da Padroeira”, realça o serviço informativo da Diocese
As festividades dedicadas a Nossa Senhora da Encarnação, além da colaboração dos irmãos e devotos da “Mãe de Jesus”, contam com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Leiria.
*****+*****

Hoje posso recordar aqueles tempos em que, nos dias ensolarados de Agosto, mais precisamente no dia 15, ia ao Santuário da 'Senhora da Encarnação' com dois propósitos:
- O primeiro era poder ouvir a banda dos Pousos, a das Cortes ou a que houvesse sido escolhida para abrilhantar  as festividades, comprar um bolo da festa, beber um 'pirolito' daqueles que tinham um berlinde a fechar a garrafa e tudo aquilo que é usual fazer-se quando se vai a um arraial de que se gosta desde que me conheço.
- O segundo propósito é mais ligado às coisas da Mãe de Deus, pois fui ensinado desde a minha infância a confiar-me aos desígnios da Virgem Maria, porque Ela era a intermediária entre mim e a minha Mãe, que faleceu era eu criança.
Mas aquele Monte Santo não servia apenas para isso, pois foi ali que me 'apaixonei' pelas corridas de touros, recordando algumas grandes corridas que se realizavam neste dia na antiga praça que ali existiu, mesmo no início da escadaria monumental que leva ao Santuário.
E o bom melão, vendido ali na festa?  Do 'Largo de Santo Agostinho' até ao escadório, havia deslumbrantes arcos floridos, bandeiras, altifalantes com música para todos os gostos... mas isso era a Nossa Senhora da Encarnação de outros tempos!
Foi naquele Santuário que me vi a rezar o Terço a Nossa Senhora pelos povos da Hungria, quando da invasão soviética... e em outras ocasiões em que o Padre Pires... o Cónego Rosa... o Cónego Perdição e outros nos exortavam a orar à Mãe de Deus pela Paz no Mundo. 
Muitas coisas têm acabado na nossa cidade, mas felizmente que ainda existe uma Confraria que se sente  capaz de ir tentando que a festa da Padroeira não caia no esquecimento.
Assim os Leirienses o queiram e os ajudem!

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!