sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

NESTE NATAL...


JESUS ESQUECIDO
 
No mundo onde labutamos,
porque temos de ganhar
o sustento para os filhos,
pois por eles procuramos
com afinco mourejar,
os centeios ou os milhos
que os irão alimentar!
Sentando a família à mesa,
onde não há Sinal da Cruz,
não há oração ou se reza...
...mas tilintam copos, talheres
e crianças, homens e mulheres
dão euforia ao ambiente,
que lá fora está tão frio,
mas cá dentro muito quente!
 
Algures, como esquecido,
ouve-se Jesus falar:
- Meus irmãos... então e eu?
Será que tudo Me esqueceu?
 
Foram abertos os embrulhos...
vejam só que lindas prendas...
e aumentam-se os barulhos
ao abrirem-se tantas oferendas!
Rasgam-se caixas, lindos papéis,
tantas coisas,  que bem sabeis
irão para o ecoponto...
...mas o nosso Deus Menino
fez um beicinho e pronto:
 
- Então... no meu Natal...
Eu agora já nem conto?
Ninguém se lembra de mim,
já nem encontro um tecto...
...porque me tratam assim?
Onde está a tolerância?
E a Paz? E o Amor?
Já não há mais infância?
A tradição não tem valor?
Enchem montras de ilusões,
vão ter com os sem abrigo
pois é bom limpar consciências!
Mas que têm nos corações?
Será que sentem o perigo
das suas falsas aparências?
Mesmo assim, um bom Natal
pois sou cheio de misericórdia...
Um ano cheio de muita paz,
que não haja mais discórdia!
 
Victor Elias

NO MUNDO ASSIM...

NO MUNDO  ASSIM...
era bom viver nesta terra... bonita!